"O mais valioso de todos os talentos é aquele de nunca usar duas palavras...quando uma basta." Thomas Jefferson

Alinhamento de Posições Perceptuais

Auto-Aplicável: Sim

Passo 1: Identifique a situação-problema ou a negociação.

Associe-se à sua memória da situação. Assuma a primeira posição - sua própria visão. Faça um inventário do estado presente em todos os sistemas representacionais:

O que você vê?

De onde está olhando?

O que ouve?

As vozes de quem você ouve e de onde vêm essas vozes?

Que sensações tem?

De que você está principalmente consciente?

Passo 2: Alinhe a terceira posição.

Imagine-se na terceira posição com relação à situação-problema. Olhe-se e às outras pessoas pelo lado de fora.

Quando adotar essa posição, certifique-se de que está eqüidistante de si mesmo e das outras pessoas para que tenha uma boa visão de todos. A terceira posição não "escolhe lados".

Nessa posição, certifique-se de que:

- está observando no nível dos olhos;

- ouve sua própria voz e da outra pessoa vido de onde você as vê;

- sente sua voz vindo da área de sua garganta, não "incorpórea"; 

- move quaisquer sentimentos que não sejam sentimentos com recursos de terceira posição para onde devem estar (provavelmente a primeira posição);

- está totalmente equilibrado sobre seus pés.

Como isso muda sua experiência?

Lembre-se dessa terceira posição equilibrada e com recursos. Ancore-a para que possa voltar a ela com facilidade.

Passo 3: Alinhe a primeira posição.

Agora imagine-se em primeira posição na situação-problema.

Verifique todos os seus sistemas representacionais.

Veja através de seus próprios olhos.

Ouça através de seus próprios ouvidos.

Sinta sua própria voz vindo da área da garganta.

Mova quaisquer sentimentos que pertencem à segunda posição para o lugar correto.

O que muda quando faz isso?

Passo 4: Volte à terceira posição e observe quaisquer mudanças adicionais.

Passo 5: Termine na primeira posição.

Passo 6: Faça ponte ao futuro e generalize para outras situações problemáticas.

Como uma primeira ou terceira posição desequilibradas terão contribuído para outras dificuldades?

O que estará diferente agora?

Certifique-se de que sempre que for rever uma situação da terceira posição você usará a âncora que estabeleceu para a terceira posição equilibrada e com recursos.

Muitas pessoas notaram que antes de realizarem esse exercício, sua terceira posição não era tão útil quanto poderia. Normalmente, a outra pessoa aparecia maior, "mais sólida" e mais perto de seu ponto de observação. Da mesma forma, freqüentemente percebiam que não estavam equilibradas na terceira posição, mas inclinadas para o lado.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Anúncios Google

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Thalentos

thalentos 2014

Ideah

Instituto Ideah

Congresso PNL 2017

banner-congresso