"Muitas vezes nossa maneira de justificar um erro agrava o erro." Shakespeare

O Amor é um Presente!

Amar é um presente quando compreendemos que para o amor o tempo é atemporal.
Quando nos abrimos para viver a plenitude que vem da entrega sem antes ter garantias (sim a vida é uma oportunidade para aprendermos a lidar com a ausência de garantias), podemos viver o comprometimento. Isto é possível, primeiro com você, e só depois congruentemente com o outro!
O que muitas vezes geram os conflitos no amor, ou nos relacionamentos é a ausência de congruência consigo mesmo, e depois vem as cobranças, um gesto que pouco tem haver com o amor.
Cobrar?! Este ato é uma ação que demonstra a ausência de conhecimento do que realmente é valor para você.
Quando se sabe o que é valor, fica inconsistente cobrar algo de alguém, comunicar o que você acredita e o que quer viver sim é valioso, querer mudar o outro é no mínimo desrespeitoso!
Amar significa apreciar a singularidade da outra pessoa, com suas belezas e sua bela imperfeição também!
Quando temos esse jeito de olhar o outro, estamos praticando o mais puro gesto de amor, pois entendemos o outro como um ser completo! E isso só é resultado da sua inteireza, quando você sabe que é completo com você, e capaz de amar o outro de forma completa também; sem querer modificar o outro, ou mesmo, mudar sua forma para agradar outra pessoa, reconhecer que vocês são completos da forma que são, e que desejam viver o amor que tenha espaço  para a  liberdade de Ser, sendo uma base sólida para  amar!
Lógico que sei, e atuo para que as pessoas encontrem estratégias para transformarem a si e á sua trajetória aqui, agora a mais sustentável mudança ocorre impulsionada pela pessoa, sem ter que agradar alguém.
Esta mudança para o externo é desprovida de sustentação, sem durabilidade e congruência.
Para ter essa sensação de que se esta completo, para viver o melhor do amor é importante ter definido seus valores e respeitá-los, praticá-los, vivenciá-los, reconhecendo o que eles te ofertam de mais valioso. Que só você pode definir a sua forma de amar, preservando seus valores e praticando antes da doação um ato de nutrição, você pode nutrir-se com seus valores!
O que é importante para você, irá preservar o seu melhor sempre!
O amor que fere, e aquele que desconsidera os seus valores, quando você rompe com seus valores para agradar um outro alguém, ou viver uma relação, está vivendo a ausência de auto amor, e ninguém pode suprir essa ausência.
Quando violamos nossos valores, estamos optando por uma caminho que será de pouco retorno.
Lembre-se disso sempre: Você é o único responsável por suas escolhas!
Então compreenda o que é valioso, e pratique o auto respeito para ter disponível o auto amor!
Amar é um presente quando compreendemos que para o amor o tempo é atemporal.

Quando nos abrimos para viver a plenitude que vem da entrega sem antes ter garantias (sim a vida é uma oportunidade para aprendermos a lidar com a ausência de garantias), podemos viver o comprometimento. Isto é possível, primeiro com você, e só depois congruentemente com o outro!

O que muitas vezes geram os conflitos no amor, ou nos relacionamentos é a ausência de congruência consigo mesmo, e depois vem as cobranças, um gesto que pouco tem haver com o amor.

Cobrar?! Este ato é uma ação que demonstra a ausência de conhecimento do que realmente é valor para você.

Quando se sabe o que é valor, fica inconsistente cobrar algo de alguém, comunicar o que você acredita e o que quer viver sim é valioso, querer mudar o outro é no mínimo desrespeitoso!

Amar significa apreciar a singularidade da outra pessoa, com suas belezas e sua bela imperfeição também!

Quando temos esse jeito de olhar o outro, estamos praticando o mais puro gesto de amor, pois entendemos o outro como um ser completo! E isso só é resultado da sua inteireza, quando você sabe que é completo com você, e capaz de amar o outro de forma completa também; sem querer modificar o outro, ou mesmo, mudar sua forma para agradar outra pessoa, reconhecer que vocês são completos da forma que são, e que desejam viver o amor que tenha espaço  para a  liberdade de Ser, sendo uma base sólida para  amar!

Lógico que sei, e atuo para que as pessoas encontrem estratégias para transformarem a si e á sua trajetória aqui, agora a mais sustentável mudança ocorre impulsionada pela pessoa, sem ter que agradar alguém.

Esta mudança para o externo é desprovida de sustentação, sem durabilidade e congruência.

Para ter essa sensação de que se esta completo, para viver o melhor do amor é importante ter definido seus valores e respeitá-los, praticá-los, vivenciá-los, reconhecendo o que eles te ofertam de mais valioso. Que só você pode definir a sua forma de amar, preservando seus valores e praticando antes da doação um ato de nutrição, você pode nutrir-se com seus valores!

O que é importante para você, irá preservar o seu melhor sempre!

O amor que fere, e aquele que desconsidera os seus valores, quando você rompe com seus valores para agradar um outro alguém, ou viver uma relação, está vivendo a ausência de auto amor, e ninguém pode suprir essa ausência.

Quando violamos nossos valores, estamos optando por uma caminho que será de pouco retorno.Lembre-se disso sempre: Você é o único responsável por suas escolhas!

Então compreenda o que é valioso, e pratique o auto respeito para ter disponível o auto amor!

Sobre a Autora:

Dra. Márcia Dolores Resende, formada em psicologia e com formação completa em PNL (NLP Health Certification Training), Hipnose Ericksoniana e EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing), sendo treinada por profissionais que possuem uma grande experiência e um conceituado trabalho como: Robert Dilts, Suzi Smith, Tim Halbom, Steve Andreas, Teresa Robles e Dr. Stephen Gilligan.

 
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Anúncios Google

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Thalentos

thalentos 2014

Ideah

Instituto Ideah

Metáforum

metaforum2016