"As coisas mais difíceis de se ver são as que estão debaixo de nossos olhos." V. G. Rossi

Gerenciando o fluxo de pensamentos

Você já parou para pensar sobre o que e como você pensa? Talvez você já percebeu a infinidade de pensamentos que surgem diariamente na sua tela mental. A qualidade dos pensamentos determinam nosso humor e nossas atitudes. A frase Henry Ford ilustra essa frase “Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo.” A partir do momento que você assume a responsabilidade pela criação dos padrões mentais e percebe a natureza dos pensamentos, você passa a ter equilíbrio emocional. Ë importante aprender a perceber o fluxo de pensamentos nocivos no momento que ele se inicia. Se diante de uma situação incômoda, você diz mentalmente: “Poxa que coisa triste e chata.”

Pronto, você acabou de dar um comando para todo o seu sistema, dando início a um processo de busca interna, onde todos os arquivos e registros de eventos tristes e chatos em sua vida são acionados. Tudo é tão rápido que não demora muito e você começa a mudar toda a biologia do seu corpo, bloqueando a sua criatividade e a sua alegria. O que era para ser um dia lindo e maravilhoso é imediatamente comprometido com pensamentos e sentimentos de baixa frequência, que por sua vez produzem ações do mesmo nível. Não existe exceção nesta sequência: pensamentos criam sentimento, que determinam atitudes, que criam a realidade. A programação neurolinguística, PNL nos mostra com clareza como os pensamentos e linguagem afetam nosso sistema nervoso e determinam nossa realidade. O que nós, candidatos à felicidade podemos fazer é vigiar permanentemente os nossos pensamentos, criando a partir deles estados mentais saudáveis, sentimentos edificantes e atitudes nobres. Cada Ser vivo está em permanente comunhão com o Todo.

Um pensamento nocivo gera uma tristeza e maltrata o corpo. Isso significa dizer que muitos pensamentos noviços vão provocar grandes desconfortos no coletivo, que é tão somente o somatório das vibrações individuais. Aprender a pensar de forma saudável, renovar os nossos olhares sobre as pessoas e as situações, e emitir comandos mais inteligentes para o cérebro pode mudar toda a nossa realidade. O que você dá importância, onde você coloca o seu foco de atenção, ali está a sua vida. Se você focar na sombra, vai passar a vida inteira encolhido, com medo da escuridão. Se, ao contrário, direcionar toda a sua atenção para a luz, vai se superar e aprender novas formas de vencer grandes desafios. Aprender a interromper o fluxo de pensamentos através da respiração consciente pode ser transformador. Criei um exercício simples com as ferramentas da PNL que tem ajudado muitas pessoas por esse Brasil afora.

Quero compartilhar essa preciosidade com você também, querido leitor. Pare um pouco e respire calma e profundamente. Concentre toda a sua atenção no que está acontecendo neste momento na sua mente, perceba o fluxo de pensamentos, identifique o teor do pensamento dominante e dê espaço para ele. Observe-o atentamente. Não o rejeite, apenas observe-o... Em seguida, verbalize: Interessante! Olha só o que estou pensando! Isso é apenas um pensamento.

Um pensamento que acabei de criar. Eu sou o criador e ele é minha criação. Interessante! Ao fazer isso, de forma dissociada, você tira todo o poder do pensamento e retoma o controle da sua mente. Quando isso acontecer, diga para você mesmo: “Ok, eu tenho o poder de criar pensamentos”. Respire profundamente e perceba a sua mente. Você vai notar que ela certamente estará tranquila, vazia e em paz. Com a consciência de que a mente é um terreno fértil e que nós podemos escolher qual sementinha queremos plantar, o espetáculo da vida se torna muito interessante. Imperdível!

Autor(a):

IMG 1448 Luiza Lopes é educadora, consultora de empresas e especialista em Programação Neurolinguística.



Referencia: Indesp - Instituto de Desenvolvimento Pessoal

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Anúncios Google

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Thalentos

thalentos 2014

Ideah

Instituto Ideah

Metáforum

metaforum2016