"Só quem já se modificou pode modificar os outros." S. Kierkegaard

Flexibilidade de Comportamento

Responda às seguintes perguntas:

1- Indo ao seu restaurante favorito, você pede sempre o mesmo prato?

2 - Você faz todos os dias um mesmo caminho para voltar para casa?

3 - Se você vai preparar uma receita e descobre que não possui um dos ingredientes, você deixa de fazê-la?

Se você respondeu "sim" às perguntas acima, é possível que esteja apegado a rotinas, a padrões rígidos, e que lhe falte flexibilidade de comportamento.

Pessoas flexíveis possuem várias alternativas para lidar com uma mesma situação. No caso de preparar uma receita, poderão substituir o ingrediente que falta ou pedi-lo ao vizinho e só em último caso deixarão de realizá-la. São pessoas que diante de imprevistos e da pergunta "E agora, o que eu faço?" são criativas e possuem escolha. Possuir escolha é sempre melhor do que sentir-se controlado pela vida, pelos desejos e receios.

Se uma pessoa acende um cigarro (ou come em excesso, bebe, etc) sempre que está ansiosa (ou insegura, ou deprimida), isto pode indicar que ela possui uma única maneira para lidar com a ansiedade.

Todavia, outras pessoas possuem comportamentos diferentes diante da ansiedade: lêem, praticam esportes, ouvem uma música suave. Tais pessoas podem escolher inclusive a alternativa mais adequada para cada situação. Por exemplo, no ambiente de trabalho, não sendo possível praticar esportes, pode-se andar um pouco ou conversar com um colega e assim driblar a ansiedade.

As formas como reagimos a cada tipo de situação ou pessoa em geral se tornam intensamente condicionadas (programadas) através da repetição. O condicionamento por um lado é positivo porque nos permite agir automaticamente (você não precisa pensar demoradamente sobre o que fazer quando um pedestre cruza a rua bem na frente do seu carro). Em outras situações é negativo porque deixamos de experimentar novas possibilidades (se você sempre pede o mesmo prato em seu restaurante favorito, deixa de experimentar novas texturas, novos temperos, novos sabores, que enriqueceriam o seu paladar e a sua experiência).

A fim de adquirir maior flexibilidade de comportamento, faça algo que você nunca fez antes. Amplie seus interesses. Adquira novos "programas" (aprenda um esporte diferente, informe-se sobre novos assuntos, participe de cursos interessantes).

Identifique e interrompa antigos padrões de comportamento que lhe sejam prejudiciais. Por exemplo, se cada vez que você se sente entediado você "ataca" a geladeira, experimente algo novo, como ler uma revista ou outra atividade que o agrade. Repita isto várias vezes e você terá condicionado uma nova alternativa.

Quer você seja bem sucedido ao realizar um objetivo, quer você fracasse, da próxima vez use uma estratégia diferente. O sucesso pode impedi-lo de ser mais flexível e com relação ao fracasso, há um fato curioso: as pessoas tendem a insistir num comportamento mesmo quando ele não dá bons resultados (como nos chamados jogos de azar).

Comentários   

+3 #2 Eliane Ribeiro Gonçalves 07-11-2005 07:00
Achei isto de fazer sempre tudo igual a minha cara!
Vou procurar fazer algumas mudanças mesmo que rotineiras, preciso me flexibilizar mais.
Parabéns pelo artigo.
Citar
+3 #1 Luzinete Ferreira Andrade Souza 07-11-2005 07:00
Este tema somente veio acrescentar algo positivo na minha vida, pois, na maioria das vezes sou rigida comigo.
Agrade ço por estas palavras que ajudou-me muito.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Anúncios Google

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Thalentos

thalentos 2014

Ideah

Instituto Ideah

Metáforum

metaforum2016